terça-feira, agosto 30, 2016

Ano Hi Mita Hana no Namae o Bokutachi wa Mada Shiranai (Ano Hana)

(Nós ainda não sabemos o nome da flor que vimos naquele dia)

Ficha Técnica
Anime
  • 11 episódios
  • Estreou em Abril de 2011 pelo estúdio A-1 Pictures.
  • Dirigido por Tatsuyuki Nagai com roteiro de Mari Okada.
  • O tema de abertura é “Aoi Shiori”, interpretada por Galileo Galilei. O tema de encerramento é “Secret Base ~Kimi ga Kureta Mono~ ”, interpretada por Ai Kayano, Haruka Tomatsu e Saori Hayami. Ele é um cover do single de 2011 da banda Zone.
  • Light Novel em 02 volumes escrita por Mari Okada e publicada pela editora Media Factory (Março de 2011 - provavelmente feita em paralelo com o anime).
  • Mangá em 03 volumes escrito por Mari Okada e ilustrada por Mitsu Izumi, publicada pela editora Shueisha (Abril de 2012).
  • Filme do estúdio A-1 Pictures, dirigido por Tatsuyuki Nagai (Agosto de 2013).
Fonte: Wikipedia

segunda-feira, agosto 29, 2016

Charlotte


Ficha Técnica
Anime
  • 13 episódios.
  • Estreou em Julho de 2015 pela P. A. Works.
  • Dirigido por Yoshiyuki Asai e escrito por Jun Maeda.
  • O tema de abertura é "Bravely You", interpretado por Lia, e os temas de encerramento são "Yakeochinai Tsubasa", interpretado por Aoi Tada, e “Rakuen Made”, interpretado por Maaya Uchida.
  • Aparentemente o mangá é uma obra derivada do anime, embora tenha sido publicada antes do lançamento da série.
  • Charlotte The 4-koma: Seishun o Kakenukero! – em publicação pela Editora ASCII Media Works desde Março de 2015 (Autor: Jun Maeda / Ilustrador: Haruka Komowata)
  • Charlotte – volume único, publicado em Setembro de 2015 pela Editora ASCII Media Works (Autor: Jun Maeda / Ilustrador: Makoto Ikezawa E Yu Tsurusaki
Fonte: Wikipidia

Star Wars: The Force Awakens

(Star Wars: O Despertar da Força)


Ficha Técnica
  • Ano: 2015
  • Direção: J.J. Abrams
  • Roteiro: Michael Arndt, Lawrence Kasdan e J.J. Abrams
  • Produtoras: Lucasfilm e Bad Robot Productions
Nessa altura do campeonato, todo mundo já assistiu o Episódio VII de Star Wars, certo? Então, acho que não vou contar spoiler para ninguém aqui.

Bom, eu demorei alguns meses para assistir o filme. Ele estreou em dezembro de 2015 e eu fui ver apenas em março de 2016. Mas isso porque eu estava esperando a oportunidade certa para assisti-lo.

quinta-feira, junho 23, 2016

Sakurako-san no Ashimoto ni wa Shitai ga Umatteiru

(Um cadáver está enterrado sob os pés de Sakurako)


Ficha Técnica
Origem
  • Light novel em 08 volumes (em andamento) escrita por Shiori Ota e ilustrada por Tetsuo, publicado pela editora Kadokawa Shoten (Fevereiro de 2013).
Anime
  • 12 episódios.
  • Estreou em Outubro de 2015 pelo estúdio Troyca.
  • Dirigido por Makoto Kato e escrito por Takayo Ikami.
  • O tema de abertura é “Dear Answer”, interpretado por True (Miho Karasawa). O tema de encerramento é “Uchiyoserareta Bōkyaku no Zankyō ni”, interpretado pelo grupo Technoboys Pulcraft Green-Fund.
Fonte: Wikipedia

quarta-feira, junho 15, 2016

Ergo Proxy

(Não encontrei uma tradução para o título)


Ficha Técnica
Anime
  • 23 episódios.
  • Estreou em Fevereiro de 2006 pela Manglobe.
  • Dirigido por Shukou Murase com roteiro de Dai Satou.
  • O tema de abertura é “Awakening”, interpretado por Ike Yoshihiro. O tema de encerramento é “Paranoid Android”, do Radiohead.
Fonte: Wikipedia

quarta-feira, junho 08, 2016

Shoujo x Shounen – Porque eu não acredito mais nisso



Faz algum tempo que quero falar sobre o assunto. Depois mesmo que escrevi o texto sobre minha volta para o blog (esse aqui), percebi o erro que as classificações de animes e mangás era.

Mas só depois de ler o texto do É só um desenho resolvi colocar no papel (ou na tela) minhas ideias.

De acordo com É só um desenho, essas classificações em shoujo, shounen, senien... serve apenas para os mangás e se refere ao tipo de revista em que determinada história será publicada. Mas para animes isso não seria comum. Essa é uma prática dos ocidentais.

Fazendo minhas resenhas, senti a dificuldade de classificar alguns animes. E mais do que isso, senti desconforto em afirmar que tal desenho se destina ao público feminino ou masculino.

Nossa sociedade está em busca de uma igualdade entre gêneros, identidade e orientações sexuais. Eu espero mesmo que seja uma luta social e não de apenas de alguns.

Mas o texto não é sobre isso. É sobre como essa igualdade me motivou a repensar meu próprio uso dessas definições em animes e mangás.

Já existem as classificações de acordo com a temática de cada obra (romance, ação, ficção científica, suspense...), porque além delas, devemos separar também pelo tipo de público?

Um menino pode querer ler um romance, uma garota pode querer ver um anime de ação. As coisas deveriam ser mais simples e livres do que isso. São obras ficcionais e quem decide se quer vê-las sou eu.

terça-feira, abril 26, 2016

Dangan Ronpa: Kibou no Gakuen to Zetsubou no Koukousei

(Dangan Ronpa: Academia da Esperança e Alunos do Ensino Médio do Desespero)


Ficha Técnica
Origem
  • Série de vídeo game lançado em 2010 pela Spike Chunsoft.
  • Seguido por uma série de mangás lançados entre 2011 e 2015.
Anime
  • 13 episódios.
  • Estreou em Julho de 2013 pela Lerche.
  • Dirigidi por Seiji Keshi.
  • A trilha sonora do anime e do jogo foi composta por Masafumi Takada.
  • A música de abertura é "Never Say Never", interpretada por TKDz2b com Jas Mace, Marchitect e Tribeca. A música de encerramento é "Zetsubosei: Hero Chiryoyaku", interpretada por Suzumu feat. Soraru.
Fonte: Wikipedia